Guilherme Figueiredo, atual Bastonário, e Luís Menezes Leitão, Presidente do Conselho Superior, vão disputar o cargo de Bastonário da Ordem dos Advogados numa segunda volta, nos próximos dias 11,12 e 13 de Dezembro, depois de as suas listas terem conseguido o maior número de votos na primeira volta.

Na votação que decorreu decorreu entre quarta-feira e sexta-feira, Guilherme Figueiredo arrecadou 6121 votos (25,37%) e Luís Menezes Leitão 4677 (19,38%). Como nenhum dos candidatos obteve mais de 50% dos votos, terão de disputar uma segunda volta.

A lista de António Jaime Martin foi a terceira mais votada, com 4264 votos (17,67%). Varela de Matos conseguiu 2221 votos (9,2%), enquanto Ana Luísa Lourenço obteve 1735 (7,1%) e Isabel Silva Mendes atingiu 1081 (4,4%).

Nestas eleições para Bastonário e Conselho Geral votaram 24 126 advogados, registaram-se 3595 votos em branco e 432 invalidaram o voto.

Além das eleições para bastonário e Conselho Geral da OA, os advogados escolheram os próximos titulares do Conselho Superior, Conselho Fiscal, Conselho de Deontologia e os conselhos regionais do Porto, Coimbra, Lisboa, Évora, Faro, Açores e Madeira, Direcção e Conselho de Fiscalização da CPAS.

Para o Conselho Superior venceu Paula Lourenço; no Conselho Fiscal Jorge Bacelar de Gouveia e na CPAS Carlos Pinto de Abreu.

Nos Conselhos Regionais ganhou em Lisboa João Massano; no Porto, Paulo Pimenta; em Coimbra, António Sá Gonçalves; em Évora, Tiago Falcão e Silva; em Faro, Cristina Seruca Salgado; na Madeira, Paula Margarido e nos Açores, Rosa Ponte.

Consulte os resultados eleitorais aqui.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.