Carlos Pinto de Abreu é candidato a presidente da direção da CPAS

O advogado Carlos Pinto de Abreu é o único candidato a Presidente da Direção da Caixa de Previdência dos Advogados e Solicitadores (CPAS), cuja eleição se realiza nos próximos dias 27, 28 e 29 de Novembro. A “Lista P” é ainda composta por Victor Alves Coelho, Susana Afonso e Catarina Mascarenhas.

Esta lista, que concorre à Direção da CPAS para o triénio 2020-2022, “tem como compromisso para o próximo triénio assegurar que a CPAS se desenvolve e fortalece como sistema de previdência autónomo, sublinhando os elementos agregadores da independência, da especificidade, da identidade e da solidariedade entre os advogados”, “manter no triénio a idade de reforma aos 65 anos” e “concretizar um regime de parentalidade em que seja equiparada a adopção à filiação”.

“Gerir, de forma prudente, competente, profissional e responsável, o universo patrimonial da CPAS por forma a garantir as pensões de reforma, de sobrevivência e de invalidez, tornando mais sólida a sua capacidade de solver os compromissos presentes e prolongar a sua sustentabilidade futura”, “aumentar, cautelosamente, a rentabilidade dos activos e o crescimento dos resultados positivos, optimizar os custos de estrutura e de funcionamento e incrementar a recuperação da dívida, a fim de poder garantir sempre os fins essenciais e os vários benefícios assistenciais” e “promover o contacto pessoal e permanente com os beneficiários e a sua adequada informação e participação”, são outros dos compromissos da lista liderada por Carlos Pinto de Abreu.

A advogada Elisabete Grangeia integra igualmente a “Lista P”, na qualidade de candidata à Presidência do Conselho de Fiscalização da CPAS, conjuntamente com o advogado Jaime Medeiros. Para este orgão da CPAS, concorrem ainda Carla Maria Bernardes e Cláudia Miguel Caetano da “Lista B”.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.