A Sérvulo & Associados, a Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados, a Uría Menéndez- Proença de Carvalho, a CMS Rui Pena & Arnaut, a PLMJ e a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (MLGTS) foram as sociedades mais distinguidas pelo Best Lawyers 2018 em Portugal, na categoria “Law Firm of the Year”, cada uma com destaque em duas áreas de prática.

A Sérvulo foi, assim, indicada em Administrative Law e em Arbitration and Mediation; a Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados em Banking Law e Project Finance and Development Practice; a Uría Menéndez-Proença de Carvalho em Capital Markets Law e Finance Law; a CMS Rui Pena & Arnaut em Intellectual Property Law e Natural Resources; a PLMJ em Labor and Employment e Technology Law; e a MLGTS em Litigation e Tax Law.

Nesta categoria foram ainda distinguidas a Vieira de Almeida (Real Estate Law) e a Garrigues (Mergers and Acquisitions Law).

O diretório destacou também 30 “advogados do ano” (2018) em Portugal (Lisboa e em algumas áreas Porto), um por cada área de prática, com destaque para a PLMJ, que contou com oito advogados referenciados: Manuel Cavaleiro Brandão (Litigation – Porto), José Miguel Júdice (International Arbitration), Nuno Líbano Monteiro (Insolvency and Reorganization Law), João Medeiros (Criminal Defense), Luís Miguel Pais Antunes (Media Law), Diogo Perestelo (Private Equity Law), Manuel dos Santos Vítor (Natural Resources Law) e Luís Sáragga Leal (Mergers and Acquisitions Law).

Por sua vez, a MLGTS teve sete advogados indicados: Luís Branco (Project Finance and Development Practice), António Lobo Xavier (Tax Law), Carlos Osório de Castro (Corporate Law – Porto), Miguel Nogueira de Brito (Public Law), Jorge Simões Cortez (Mergers and Acquisitions Law), João Soares da Silva (Corporate Law) e Filipe Vaz Pinto (Arbitration and Mediation).

Já da VdA foram distinguidos quatros advogados: Margarida Couto (Technology Law), Miguel Marques dos Santos (Real Estate Law), Nuno Ruiz (European Union Law) e António de Magalhães Cardoso (Intellectual Property Law) e da Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados três: Duarte Brito de Goes (Banking Law), Maria Castelos (Finance Law) e Pedro Furtado Martins (Labor and Employment Law). A Uría Menéndez-Proença de Carvalho teve dois advogados indicados: Jorge Brito Pereira (Capital Markets Law) e Daniel Proença de Carvalho (Litigation – Lisboa).

Foram também referenciados Rui Pena (Energy Law – CMS Rui Pena & Arnaut), Mário Marques Mendes (Competition / Antitrust Law – Gómez-Acebo & Pombo), Miguel Teixeira de Abreu (Tax Law – Abreu Advogados), Octávio Castelo Paulo (Telecommunications Law – SRS Advogados), José Manuel Sérvulo Correia (Administrative Law – Sérvulo & Associados) e Sofia Galvão (Planning – Sofia Galvão Advogados).

Para além destes nomes, foram ainda destacados 240 advogados portugueses na categoria “Recognized Lawyers“.

O diretório americano Best Lawyers, distingue os melhores advogados de diversas jurisdições, tendo por base a opinião e a votação dos pares. Desde a edição de 2017, distingue igualmente as melhores sociedades nas diversas áreas de prática.

Consulte o Best Lawyers 2018 relativo a Portugal, aqui.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.