PRA cria nova Unidade Económica

A PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados anunciou a criação de uma nova Unidade Económica: a “Unidade Económica do Dano Corporal”.

“Os direitos emergentes de danos corporais graves carecem, para a sua efetivação cabal, de um elevado nível de experiência e rigor na sua abordagem, uma vez que se encontram em constante evolução, por força da atividade legislativa, da prática jurisprudencial e da produção doutrinal”, nota a firma em comunicado.

“O apoio e proximidade junto do Cliente são a nossa prioridade, são o objetivo em que nos queremos focar com a criação desta Unidade Económica, tendo em conta o tipo de casos e as dificuldades que estes processos representam para quem os tem de enfrentar”, refere Afonso Duarte, associado sénior da PRA, que assume o cargo de responsável desta Unidade Económica. O advogado desenvolve, há mais de uma década, esta área preferencial de atividade, atuando em processos que envolvem danos corporais graves.

Os escritórios da PRA contam já com as Unidades Económicas de Entertainment, Farmácia e do Medicamento e, ainda, dos Transportes.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.