Cuatrecasas assessora compra da Rovensa pelo Partners Group

A Cuatrecasas assessorou juridicamente o fundo Partners Group na compra de uma participação maioritária na Rovensa (anteriormente chamada Sapec Agro Business), um grupo português líder de mercado na indústria agroquímica que pertencia desde 2016 à Bridgepoint, com um valor de cerca de mil milhões de euros.

O Partners Group é um dos maiores gestores de investimentos de private equity do mundo. Já a Rovensa é um fornecedor líder de produtos especializados em nutrição, biocontrolo e proteção de culturas agrícolas. O portfólio de soluções e tecnologias agrícolas da empresa tem como objetivo ajudar os agricultores a aumentar o rendimento das culturas e a fornecer segurança alimentar. Fundada em 1926 e sediada em Portugal, a empresa opera em mais de 70 países, possui escritórios em 23 e detém fábricas, centros de investigação e laboratórios em Portugal, Espanha, França, Irlanda e Brasil, e fatura cerca de 360 milhões de euros por ano.

Na assessoria jurídica prestada à Partners Group, a Cuatrecasas trabalhou a par da sociedade de advogados global de matriz norte-americana Ropes & Gray LLP. A assessoria da Cuatrecasas, que envolveu os escritórios de Lisboa, Madrid e Valência, foi coordenada pela sócia da área de M&A e private equity do escritório de Lisboa Mariana Norton dos Reis e integrou os associados da mesma área Francisco Martins Caetano, João Funcke e Ana Álvarez, bem com uma ampla equipa de sócios e associados das áreas de  Público e Regulatório, Bancário e Financeiro, Propriedade Intelectual, Laboral, Fiscal, Imobiliário, Litígios e Concorrência, designadamente Duarte Abecasis e Maria José Guillém, na área de Público e Regulatório Agroalimentar, e Manuel Requicha Ferreira e Agustí Cerdá, na área de Bancário e Financeiro. A equipa da Ropes & Gray foi liderada pelos sócios especializados em transações de private equity John Newton e Kiran Sharma, do escritório de Londres.

A Cuatrecasas apoiou o comprador no processo competitivo, coordenando a due diligence em todas as jurisdições e assessorando na negociação da aquisição. A transação teve uma grande complexidade, não só por o Grupo Rovensa estar presente em muitas jurisdições e por todos os aspetos regulatórios inerentes sector agroalimentar, como também por ser um processo altamente competitivo e pelas incidências resultantes da pandemia de COVID-19.

Esta operação é a maior transação do ano do sector agroindustrial em Portugal e destaca-se também por ser concluída numa altura em que, devido à pandemia de coronovírus, o mercado de fusões e aquisições ter sofrido acentuadas quebras e valor e volume.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.