A Inventa International, em parceria com a empresa angolana Ponto de Vista, organiza 2º Congresso Angolano de Propriedade Industrial, que decorrerá em Luanda, entre 25 e 26 de Abril.

O congresso, que terá como tema “Alguns dos Atuais Problemas Mundiais Da Propriedade Industrial e a Realidade Angolana”, vai reunir especialistas da temática da propriedade intelectual num fórum especializado de dois dias na capital angolana.

Entre os temas em agenda destaca-se a análise ao Anteprojeto de Lei da Propriedade Intelectual em Angola, que se encontra em discussão pública.

Após o sucesso que foi o primeiro evento, fazer esta segunda edição foi um passo natural. Para nós é um prazer sermos coorganizadores de um evento desta natureza, que visa o desenvolvimento da Propriedade Industrial em Angola e em África, de forma a podermos ter um papel ativo na evolução do sistema e melhor defender os interesses de todos os seus intervenientes”, afirmou Daniel Reis Nobre, sócio e coadministrador da Inventa International, citado em comunicado.

“Enquanto país emergente, Angola necessita que o sistema de Propriedade Industrial funcione corretamente. E parece que esse caminho tem sido trilhado, uma vez que é visível uma maior preocupação por parte dos interessados sobre esta matéria. Haverá, contudo, que adaptar este sistema à realidade angolana”, sublinhou ainda Daniel Reis Nobre.

Já Moses Caiaia, da Ponto de Vista, refere que esta iniciativa visa” continuar a promover uma abordagem profunda sobre o estado atual da Propriedade Industrial em Angola e recolher contribuições tendo em conta que decorre a discussão pública do anteprojeto sobre a nova Lei de Propriedade Industrial. A lei em vigor é de 1992 e já completamente desajustada aos tempos atuais”.

“Também se pretende gerar uma maior sensibilidade e interesse por parte dos vários setores da sociedade em relação à relevância da Propriedade Industrial, para que lhe seja conferida a importância devida tendo em conta os novos desafios que se colocam à economia angolana. O Congresso é a única iniciativa do género no nosso país e constitui já um espaço de referência, pela sua pertinência científica, entre os cultores do Direito em Angola”, acrescentou.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.