A CCA Ontier acaba de lançar o CCA ON, um centro de conhecimento e inovação que tem como principal objetivo unir sinergias na área da partilha do saber entre a CCA, Universidades, Empresas, Parceiros e Comunidade. Pretende-se aproveitar o know-how destas entidades para promover competências em áreas chave sejam elas a programação, o direito, a psicologia, a economia digital, as novas tecnologias, entre outras. O propósito do CCA ON é centralizar e diversificar o conhecimento e a investigação, através de um conjunto de parcerias como, por exemplo, a EBA (Emotional Business Academy) vocacionada a investigação e análise comportamental.

Para Rita Cruz, responsável pelo projeto, “CCA ON significa ligado e tem na sua base a ideia de uma plataforma inovadora apta a ligar quatro vetores fundamentais: advogados, estudantes, empresas e comunidade. Ligar os advogados às empresas, em especial as que operam no setor tecnológico ou as que viram os seus modelos de negócios alterados por via da evolução tecnológica, no sentido de se refletir e formar reciprocamente para as novas realidades e desafios que este século impõe. Ligar os estudantes de direito aos advogados e às empresas, reconhecendo que o futuro dos advogados já não passa unicamente pelas áreas tradicionais do direito, que a advocacia é também inovação, que são as novas tecnologias e que muito provavelmente o ‘advogado típico’ que conhecemos irá desaparecer num futuro próximo. Por fim, o CCA ON terá também uma componente forte de responsabilidade social, ligando advogados à comunidade, em especial a projetos do terceiro sector.”

“A parceria com o CCA ON pretende pensar nas novas competências na área da comunicação – o que é que o novo advogado necessita de saber. Destas competências destacamos: a análise da linguística, a análise do body language, da expressão facial – tudo aquilo que nos é comunicado”, referiu Rui Mergulhão Mendes, Fundador e Diretor Pedagógico da EBA,

“Acho essencial hoje em dia, na área da justiça, saber determinar tudo aquilo que nos é comunicado independentemente daquilo que nos é dito. Se há sector de atividade em que a descoberta da verdade é fundamental, o da justiça é um deles.”, acrescentou.

O lançamento do CCA ON, que teve lugar no passado dia 12 de Março, na Universidade Nova de Lisboa, teve por base um debate acerca da descodificação do processo das falsas memórias com um painel composto por José Eduardo Pinto da Costa (médico legista e professor catedrático), Maria João Matos (juíza desembargadora da Relação de Guimarães), Filipe Alves (Diretor do Jornal Económico), Rui Mergulhão Mendes (analista comportamental), tendo culminado com a atuação do conhecido mentalista João Blümel.

O primeiro evento está já agendado para Maio e será em parceria com a ELSA Portugal (The European Law Students´Association).

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.