Web Summit: Nuno Vieira da Silva fala sobre inteligência artificial na advocacia

Estamos à beira de uma profunda revolução na advocacia com o desenvolvimento da Inteligência Artificial no sector da Justiça. Dentro de muitos poucos anos, 90% dos advogados são serão advogados… ou não o serão tal como hoje os conhecemos. Portugal está entre os países pioneiros neste campo.

Este o tema da conferência que o advogado Nuno Vieira da Silva proferirá esta terça-feira, dia 6, na Web Summit, em Lisboa. O advogado, com quem a IBM assinou recentemente um protocolo para ao desenvolvimento (nomeadamente) do chamado Watson Assistant em Portugal, fala sobre o tema a convite exatamente daquela multinacional americana.

Refira-se, a título de exemplo, que nos EUA a IBM Watson é já responsável por um programa de assessoria jurídica em grande expansão que em poucos segundos responde com 90% de êxito (contra 70% da consultadoria humana) e que na Polícia de Nova York uma advogado-robot gere um sistema de mais de 170.000 contraordenações/ano.

O  protocolo que a IBM estabeleceu com Nuno Silva Viera (Vieira Law) é o primeiro, neste âmbito, estabelecido com um escritório português de advogados. No âmbito desta parceria, a Vieira Advogados desenvolverá o Watson Assistant para agilizar a prática jurídica em Portugal, acompanhar e sistematizar o exponencial volume de dados jurídico-legais e fornecer serviços jurídicos personalizados, mais rápidos e mais eficientes.

“Este projeto, pioneiro no nosso país, prevê desenvolver e projetar novas e inteligentes formas de reinventar a advocacia usando a metodologia IBM Design Thinking. Em conjunto, a Vieira Advogados e os serviços de Global Business Services da IBM, utilizando serviços de consultoria especializada, procurarão projetar o futuro dos escritórios de advocacia com um alto foco na melhoria do serviço ao cliente através da tecnologia cognitiva”, explica o comunicado do escritório de advogados.

A criação de um assistente pessoal baseado em IA e utilizando APIs do IBM Watson, como compreensão de linguagem natural, speech to texttext to speechWatson Compare & Comply– para dar suporte de excelência na procura de dados, eliminação de falhas e erros e redução do tempo em processos burocráticos – permitirá agilidade e garantirá maior rapidez, qualidade e eficiência na prestação de serviços ao cliente final.

Numa fase posterior, o objetivo é tirar partido desta ferramenta para potenciar e personalizar o relacionamento direto com os clientes e, desta forma, gerar algoritmos preditivos capazes de antecipar eventos e fatos negativos, por forma a proteger juridicamente pessoas e empresas.

O ritmo e o fluxo de informação jurídica de hoje, além da complexa terminologia, cláusulas, condições, regulamentos, datas, requisitos, é “de tal forma exigente que se torna um verdadeiro desafio tentar agregar e sistematizar com rigor todo o volume de dados sem o apoio de tecnologia avançada. É necessária uma abordagem inovadora para o setor, oferecendo mais e melhores serviços aos clientes das sociedades de advogados, além de eficiência adicional, e até mesmo novos modelos de negócio aos escritórios de advocacia”, remata o comunicado.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.