António José Avelãs Nunes, professor catedrático jubilado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC), vai receber, no próximo dia 5 de Julho, o grau de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Valladolid (Espanha).

A atribuição do título por uma das mais antigas universidades europeias reconhece a “especial relevância que o Professor Avelãs Nunes tem tido e tem como docente e investigador na área do Direito Económico e Comercial, amplamente reconhecido em Portugal e na esfera internacional, especialmente na América Latina, e desde um centro com o prestígio da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra”.

Agradecido pela distinção, António Avelãs Nunes salienta que “para um universitário, a recompensa maior é o reconhecimento dos seus colegas. Quando recebi a notícia de que o Conselho de Governo da Universidade de Valladolid me tinha escolhido para integrar o Claustro dos Doutores desta Universidade, senti-me honrado e feliz, naturalmente. Devo confessar, porém, que me senti também muito preocupado, receando não ter capacidades nem forças para assumir plenamente as responsabilidades acrescidas como universitário que decorrem deste facto“.

O catedrático acredita que “a concessão deste título pela Universidade de Valladolid só foi possível porque eu sou Professor Jubilado da Faculdade de Direito de Coimbra, onde ensinou o grande Francisco Suárez, que foi também Professor em Valladolid”.

Esta homenagem à minha pessoa talvez seja também uma homenagem à Faculdade de Direito de Coimbra, onde me formei e na qual ensinei durante mais de 40 anos. Será vaidade da minha parte – e não pequena vaidade! – pensar que possa ter sido escolhido para este efeito. Mas sinto-me mais confortável nesta companhia”, acrescenta.

“Creio que o único projeto pessoal a que dei importância ao longo da minha vida foi o de fazer amigos e de cultivar e honrar a amizade. Os amigos são a única riqueza que acumulei durante os anos que já levo de vida. Feito o balanço (já estou em idade disso…), concluo que sou um homem rico. Aos meus amigos da Faculdade de Direito da Universidade de Valladolid devo a concessão desta honraria. Como sempre fazem os amigos, eles valorizaram os meus escassos méritos e esqueceram os meus deméritos”, conclui o professor.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.