Telles apoia conserveira Pinhais no memorando para criação de um museu

A Telles prestou assessoria à empresa conserveira “Pinhais & Companhia, Lda.” na celebração de um memorando de entendimento com o Município de Matosinhos com vista à criação de um museu da indústria conserveira.

A equipa da Telles envolvida nesta operação foi liderada por Carlos Lucena, sócio, com a colaboração de Tomás Barbosa, advogado associado no departamento de Corporate.

O acordo foi assinado pela presidente da autarquia, Luísa Salgueiro, e por Jakob Glatz e João Paulo Teófilo, em representação da Pinhais, e prevê a criação de uma estrutura museológica que guarde vivas as memórias do passado da indústria conserveira e em que, “a par da perenizarão de tais memórias para as gerações presentes e futuras, se exerça tal industrial de uma forma viva, proporcionando aos visitantes uma experiência única que permita dar a conhecer, não apenas a herança cultural do passado da industria conserveira, mas também todo processo produtivo, desde o momento em que o peixe é pescado no mar até ao seu enlatamento e colocação no mercado”, refere o comunicado da firma.

O processo que agora se iniciará deverá estar concluído entre Outubro de 2019 e o início do ano de 2020, ano em que a Pinhais celebra o seu centenário.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.