Rute Alves, associada sénior daPLMJ Arbitragem, treinou a equipa Portuguesa da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa que participou na 25ª Edição do Willem C. Vis Moot. A preparação da equipa, constituída pelas alunas do Mestrado Forense e Arbitragem, Bruna Corby, Madalena Palha, Jamily Gomes, Jenny Medina e Sara Freitas, foi assegurada em conjunto com André Pereira da Fonseca, associado da Abreu Advogados.

O apoio à equipa nasce de um protocolo entre a Faculdade de Direito da Universidade Nova e a Associação Portuguesa de Arbitragem Sub 40.

Este ano a competição contou com a participação de mais de 350 universidades, sendo que o caso fictício tratado tinha como regras processuais aplicáveis as UNCITRAL Arbitration Rules.

A participação no Vis Moot envolve vários meses de preparação, incluindo a elaboração e apresentação de peças processuais como se de uma verdadeira arbitragem se tratasse e culminando com a realização das Rounds of Argument, que ocorreu entre 24 e 29 de Março, em Viena. Este foi o segundo ano em que a Nova Direito esteve representada na competição.

Segundo Rute Alves, “A preparação para esta competição exige não só a dedicação de seis meses de estudo muito intenso do caso, de doutrina e de jurisprudência, mas também, e sobretudo, a consolidação desse estudo e a capacidade de resposta rápida e adequada às questões colocadas pelos painéis de árbitros durante a competição em Viena”.

“A exigência do estudo aliada à capacidade de resposta às mais diversificadas questões, de árbitros com backgrounds diferentes, faz desta competição um treino privilegiado para a advocacia, principalmente para os alunos interessados em arbitragem. Foi um enorme gosto treinar esta equipa, da minha faculdade, e ver a sua progressão e o seu desempenho não só em Viena, mas também nos pre-moots em que participámos, de Leicester, Lisboa, Madrid e Belgrado”, acrescentou. 

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.