Projeto da MLGTS vence PFI Award

O projeto internacional Coral LNG, no qual a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (MLGTS) participou, venceu o PFI Award da categoria de Oil&Gas – Middle East & Africa. Os PFI Awards são atribuídos pela editora Thomson Reuters e dedicados exclusivamente a project finance.

A MLGTS assessorou conjuntamente com a Allen & Overy (Reino Unido e Dubai) o sindicato bancário que financiou o projeto. O objetivo, já em fase de concretização, “é a construção de uma instalação flutuante de liquefação de gás natural (FLNG) na área 4 (Coral Sul) da bacia do Rovuma. Esta terá grande capacidade de produção e é liderada por um consórcio internacional composto pela ENI (Itália), China National Petroleum Corp, KOGAS (Coreia do Sul), GALP e Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (Moçambique)”, explica o comunicado da firma.

A FLNG do Coral é a quinta estação do género no mundo, primeira em África e primeira de sempre em águas profundas. A dimensão e qualidade dos recursos nesta área despertaram a atenção de vários investidores, num projeto orçamentado em mais de 4,6 mil milhões de dólares.

Para este projeto, a MLGTS apresentou uma equipa internacional coordenada pelo sócio Luís Branco, tendo incluído a advogada sénior Cláudia Castanheira dos Santos e o associado principal Elmano Sousa Costa. Nesta equipa participou também a Henriques, Rocha & Associados, membro exclusivo para Moçambique da rede MLGTS Legal Circle, com coordenação da sócia Paula Duarte Rocha, que apresentou um contributo fundamental na assessoria ao sindicato bancário com o seu conhecimento e know-how enquanto parceira local.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.