MLGTS assume liderança do Grupo de Gaming da Lex Mundi

Rui Proença, sócio da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (MLGTS) e da MdME (Macau), assumiu recentemente o cargo de Chair do grupo de trabalho da rede internacional Lex Mundi dedicado ao setor do jogo (Gaming Steering Group), liderando o grupo em colaboração com os respetivos coordenadores locais.

De acordo com o comunicado da firma, João Alfredo Afonso, também sócio da MLGTS, mantém-se como representante para a região EMEA (Europe, Middle East, Africa).

A MLGTS é, desde 2001, o membro exclusivo em Portugal da rede Lex Mundi, a principal associação de sociedades de advogados independentes, presente em mais de 100 países e com mais de 21.000 advogados associados.

No âmbito do setor do jogo, a participação da MLGTS na Lex Mundi “tem sido particularmente intensa, refletindo o trabalho da rede MLGTS Legal Circle neste setor concreto, sobretudo com a grande experiência em Macau e Portugal, mas também como novas oportunidades registadas no mercado português e alterações legislativas relevantes noutras jurisdições. Em 2017, a rede MLGTS Legal Circle, que inclui Portugal, Angola, Moçambique e Macau, participou no primeiro guia multijurisdicional de direito do jogo, uma publicação interativa da Lex Mundi”, refere o mesmo comunicado.

A MLGTS Legal Circle é a “única rede de sociedades de advogados lusófona com esta área de atividade nas diferentes jurisdições de língua oficial portuguesa, oferecendo aos seus clientes um know how consolidado e verdadeiramente internacional, com uma equipa transversal às várias jurisdições”.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.