Linklaters tem novo sócio

Ricardo Guimarães acaba de ser eleito sócio da Linklaters, que conta agora com um total de 497 sócios. O advogado integra o departamento de contencioso e arbitragem do escritório de Lisboa desde 2013.

Segundo António Soares, managing partner do escritório de Lisboa, “esta eleição representa, por um lado, o merecido reconhecimento pela Linklaters das qualidades pessoas e profissionais do Ricardo e, por outro lado, a continuada aposta da Linklaters no seu escritório de Lisboa e nos mercados por esta cobertos”.

Já para Ricardo Guimarães, a sua eleição “representa o crescimento e o investimento, tanto num plano nacional como internacional, no departamento de contencioso e arbitragem do escritório de Lisboa, que só é possível com o reconhecimento e a confiança que os nossos clientes têm na qualidade do trabalho que temos desenvolvido. É um excelente incentivo para prosseguir na afirmação da Linklaters nas suas diferentes áreas de prática e, em particular, no contencioso e arbitragem, e, neste plano, para continuar a fazer ainda mais e melhor no futuro”.

O novo sócio integra o departamento de contencioso e arbitragem do escritório de Lisboa da Linklaters desde 2013, fazendo também parte do grupo internacional de arbitragem da firma. A sua prática concentra-se em contencioso e arbitragem, como advogado e como árbitro, em matérias de direito público, contratos públicos, contratos de obras públicas, contratos de concessão de serviços públicos (em particular no setor da saúde, no setor rodoviário e no setor das águas e resíduos), em litígios de propriedade intelectual e em litígios de natureza societária ou comercial.

Ricardo Guimarães é associado do Círculo de Advogados de Contencioso e da Associação Portuguesa de Arbitragem, tendo sido membro do Conselho Permanente de Arbitragem (2008-2011), do Conselho Sub-40 (2011-2013), Vogal da Direção (2013) e atualmente membro do Conselho de Prática Arbitral Comercial. Integra a lista de árbitros do Centro de Arbitragem Comercial da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, do Instituto de Arbitragem Comercial da Associação Comercial do Porto, da Concórdia – Centro de Conciliação, Mediação de Conflitos e Arbitragem e do Centro de Arbitragem da Associação Portuguesa dos Mercados Públicos (APMEP).

No total, foram eleitos 27 novos sócios em todo o mundo, de 11 escritórios da Linklaters e em nove áreas de prática. “37% dos novos sócios são mulheres, o que vem reforçar a forte aposta da Linklaters na diversidade de género e o trabalho que tem vindo a ser feito neste sentido”, sublinha o comunicado da sociedade.

A este propósito, Charlie Jacobs, senior partner da Linklaters, acrescenta que, “no ano passado, reconhecemos que teríamos de fazer mais para atingir a meta de género que fixámos, e é com grande prazer que nos vemos a superar essa meta em 2018. Iremos continuar a trabalhar arduamente para manter o ímpeto de alcançar este e outros objetivos de diversidade (da Linklaters). São um ponto absolutamente central na estratégia e ambição da Firma”.

Este “nosso forte e talentoso grupo de novos partners é um reflexo de nossa estratégia de atrair, manter e investir nos melhores advogados da nossa rede global”, frisou ainda o senior partner. 

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.