Fintech e Regtech em debate na Cuatrecasas

O Observatório Português de Compliance e Regulatório (OPCR) e a Cuatrecasas trazem a Portugal, no próximo dia 21 de Setembro, Hanna Deleanu (investigadora da Universidade de Utrecht) para discutir o presente e o futuro das RegTech e FinTech.

O pequeno-almoço executivo aberto a clientes e parceiros visa mostrar de que forma as soluções tecnológicas aplicadas ao trabalho regulatório e aos serviços financeiros podem apoiar as instituições financeiras.

Hanna Deleanu trabalha como bolseira de pós-doutoramento e lidera o grupo de investigação “Regulation of Innovation: FinTech” na Faculdade de Economia, Direito e Governance da Universidade de Utrecht. O seu trabalho foca-se na concepção de mecanismos de governance que reduzam o crime financeiro ao nível da corrupção e branqueamento de capitais. Em foco na sessão teórica e prática estarão formas de implementar RegTech para redução de custos aumento da transparência, bem como casos de sucesso e insucesso que nos ensinam a decidir sobre soluções Fintech.

Esta reflexão surge num contexto em que o sector financeiro tem estado particularmente vulnerável à disrupção, com novos agentes económicos a emergirem e agitarem o mercado. A PSD2 e o aparecimento das fintechs, conjugado com uma alteração dos hábitos dos consumidores, está a operar uma mudança de paradigma no setor financeiro”, comenta Paulo Costa Martins (na foto), sócio de Bancário, Financeiro e Mercado de Capitais da Cuatrecasas.

Ao mesmo tempo, – comenta Miguel Trindade Rocha, director na EY  e presidente executivo do OPCR –  a regulação aumentou de forma acentuada e tornou-se mais complexa e árdua, levando as instituições a uma maior atenção aos temas regulatórios, bem como, inevitavelmente, a uma acrescida pressão ao nível dos custos.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.