Telles e Microsoft explicam proteção dados em workshop na Startup Lisboa

A Telles e a Microsoft são os convidados da Startup Lisboa para realizar um workshop sobre o novo regime de proteção de dados, no próximo dia 11 de Dezembro.

A formação e conhecimentos avançados são fortes aliados das empresas na luta contra o número e complexidade de potenciais perigos, que vão continuar a aumentar perante o crescimento exponencial de startups e projetos de empreendedorismo de grande valor acrescentado à economia portuguesa. Temas como a proteção de dados e o “hacking” são apenas o rosto visível dos riscos que, se não forem corretamente considerados, poderão causar danos irreparáveis nestes recém-criados projetos.

De acordo com o comunicado da firma, é assente nesta premissa que a Telles, através do seu projeto Startup@Telles e da área de atividade de “Digital, Privacidade e Cibersegurança”, e a Microsoft, “têm vindo a promover sessões de esclarecimento e workshops que já conduziram a que dezenas de startups portuguesas adotassem medidas que correspondem às suas verdadeiras necessidades de proteção e conformidade legal”.

A sessão formativa junto das startups incubadas na Startup Lisboa “pretende ser um momento para a partilha de importantes conselhos e estratégias”, e será conduzida por André Aragão Azevedo, National Technology Officer da Microsoft Portugal, e pelos advogados da Telles, Pedro Vidigal Monteiro, responsável pela área de “Digital, Privacidade e Cibersegurança”, e Miguel Gonzalez Amado, advogado da equipa de Direito Fiscal e Coordenador do Startup@Telles.

Para André Aragão Azevedo, National Technology Officer da Microsoft Portugal, “A formação para os temas da protecção de dados deveria fazer parte de todas as incubadoras europeias, porque a legislação que se aplica a partir de Maio de 2018 não vai deixar ninguém de fora. Este é um assunto que deve ser objeto de atenção prioritária, não só para evitar situações de incumprimento e sancionamento, mas sobretudo deve ser encarado como uma oportunidade de repensar as organizações e potenciar o valor da informação de que dispõem.

Já para Pedro Vidigal Monteiro (na foto), of counsel da Telles, “Com o crescimento, em Portugal, do número de soluções disponíveis para um suporte firme ao crescimento das recém-criadas empresas, aumenta também a necessidade de formação e aconselhamento ao empreendedor, para que não deixe para segundo plano a segurança dos seus dados, e a conformidade legal.  Vale sempre a pensa recordar que o regulamento para a proteção de dados aplica-se a indivíduos e empresas, que tratem dados pessoais, independentemente da dimensão. As sanções, sejam elas corretivas, financeiras ou reputacionais, não devem ser menosprezadas.

Apesar dos ataques parecerem algo distante da nossa realidade, na verdade é que os mesmos são diários e atingem empresas de grande dimensão como a Dropbox ou a Yahoo, mas também pequenas startups, cujos responsáveis adiem a tomada de decisões de segurança. A Startup Lisboa e a TELLES já promovem formação juntas há três anos, assegurando um suporte integral para os nossos projectos”, refere, por sua vez, Miguel Fontes, CEO da Startup Lisboa.

Criado em 2012, o Startup@Telles é um grupo de trabalho vocacionado para todas as iniciativas ligadas ao empreendedorismo e tem, desde 2013, a Startup Lisboa como parceira.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.