Prémio IAB distingue dissertações académicas em Direito

O Instituto do Conhecimento Abreu Advogados (IAB) promove, até 30 de Junho, a 3ª edição do Prémio IAB, que visa distinguir as melhores dissertações de doutoramento e mestrado.

Os autores dos trabalhos vencedores serão agraciados com um prémio monetário de 6 mil euros (doutoramento) e de 2 mil euros (mestrado). Se os projectos forem inéditos serão ainda publicados pela editora Almedina.

De acordo com Ricardo Costa, coordenador científico e editorial do IAB, “podem candidatar-se as dissertações que tenham sido avaliadas positivamente por um júri universitário nos anos de 2015 e 2016″.

“Esta iniciativa é uma forma de estimular e reconhecer os trabalhos de investigação jurídica com dimensão e qualidade técnica, difundindo esse conhecimento pelos agentes e profissionais do sector”, sublinhou.

O júri do Prémio IAB 2017 é  constituído por: Diogo Freitas do Amaral (professor catedrático jubilado da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e da Universidade Nova), Jorge Sinde Monteiro (professor catedrático jubilado da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra), Benjamim Silva Rodrigues (juiz conselheiro jubilado do Tribunal Constitucional e do STA), Urbano Lopes Dias (juiz conselheiro jubilado do STJ), Luís Fábrica (consultor da Abreu e professor da Faculdade de Direito da Universidade Católica), Paulo de Tarso Domingues (sócio da Abreu e professor da Faculdade de Direito da Universidade do Porto) e Paulo Teixeira Pinto (consultor da Abreu).

Os vencedores serão anunciados até 30 de Novembro e a cerimónia de entrega de prémios decorrerá em Dezembro.

Informações adicionais, aqui.

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.