Igualdade de Género & Igualdade no Ensino em debate no Instituto Miguel Galvão Teles

O Instituto Miguel Galvão Teles (IMGT) promove, esta quinta-feira, 13 de outubro, uma conferência subordinada ao tema “Igualdade de Género & Igualdade no Ensino”, que irá reunir, em Lisboa, diversos especialistas e investigadores nestas duas áreas.

A abertura do evento estará a cargo de António Ramalho, CEO do Novo Banco, e o encerramento será presidido por Joana Marques Vidal, Procuradora-Geral da República.

O primeiro painel desta iniciativa terá como oradores Luís Aguiar-Conraria, professor de Economia na Universidade do Minho, Maria Antónia Torres, sócia e membro da comissão executiva da PwC, Maria Lúcia Amaral, professora de Direito na Universidade Nova de Lisboa, e Mário Cordeiro, pediatra, para debater instrumentos e meios de promoção dos valores do pluralismo e da igualdade de género na nossa sociedade.

Por sua vez, Alexandre Homem Cristo, doutorando no ICS e ex-Conselheiro Nacional de Educação, Maria Azevedo, cofundadora e COO da Teach for Portugal, e Maria Eugénia Ferrão da Silva, professora de Matemática na Universidade da Beira Interior, discutirão a igualdade no ensino não superior e, em particular, a questão da igualdade de oportunidades e meios de acesso.

No último painel, Ana Balcão Reis, professora de Economia na Universidade Nova de Lisboa, Margarida Lima Rego, professora de Direito na Universidade Nova de Lisboa, Miguel Portela, professor de Economia na Universidade do Minho, e Pedro Carneiro, professor de economia na University College London, terão oportunidade de apresentar as suas ideias e os resultados dos seus estudos em matéria de igualdade no ensino superior.

Esta é a segunda conferência do IMGT, instituto que foi criado pela Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (MLGTS), tendo o tema em discussão surgido, segundo os coordenadores deste instituto, Rui Patrício e Martim Krupenski, de um “desejo profundo de promover debates com temas cutting hedge e com abordagens multifacetadas, tentando integrar vários ramos do saber, e não apenas o direito, numa perspetiva abrangente e integrada”.

Informações complementares, aqui.

 

Subscreva a newsletter e receba os principais destaques sobre Direito e Advocacia.